Frase do dia

"Todos os momentos são preciosos. Nunca nenhum é igual. Faz o melhor que possas, pois esse momento não voltará a repetir-se"

- Anónimo

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Doações

"... O cumprimento da lei é o amor." - Paulo. (Romanos, 13:10).

Milhares de dádivas transitam na Terra diariamente.
Vemos aquelas que se constituem do dinheiro generoso que alimenta as boas obras; as que se definem por glórias da arte enriquecendo a mente popular; as que se erigem sobre os louros da palavra traçando caminhos para o encontro fraternal entre as criaturas; e aquelas outras, inumeráveis, que consubstanciam a amizade de quem as oferece ou recolhe. Todas elas, demonstrações da bondade humana, são abençoadas na Vida Superior. Entretanto, uma existe, inconfundível entre todas, da qual nós, os seres em evolução no Orbe Terrestre, não conseguimos prescindir...
Ao alcance de todos ela se expressa por exigência inarredável do caminho de cada um. Desejamos referir-nos ao amor, sem o qual ninguém logra subsistir.
Além disso, o amor é a força que valoriza qualquer dádiva, tanto quanto a maneira de dar.
Muitos de nossos irmãos necessitados, junto de quem praticamos o ideal da beneficência, decerto agradecem o concurso materializado que lhes possamos ofertar, mas quantas vezes estimariam, acima de tudo, receber uma bênção de solidariedade e optimismo que lhes restaure a alegria de viver e o conforto de trabalhar!
Reflictamos de igual modo nos companheiros temporariamente apresados no cárcere das paixões e reconheceremos que o mundo tem tanta necessidade de amor quanto de luz.
Meditemos nisso, e, diante da parte de trabalho que nos compete, na construção do Reino de Deus entre os homens, seja à frente dos felizes ou dos imperfeitamente felizes, dos justos ou dos menos justos, comecemos por estender com as dádivas de nossas mãos aquelas outras que nos é lícito nomear como sendo o favor do sorriso fraterno, o benefício da boa palavra, o empréstimo da esperança e o donativo do entendimento.

Livro: Benção de Paz
Emmanuel & Francisco Cândido Xavier

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Exame íntimo

Sempre se vê o problema na outra pessoa e o erro estampado no semblante do outro.
Normalmente, quando alguém te cria dificuldades e embaraços está reagindo contra a tua conduta, à forma como te expressaste e à maneira como agiste.
Tem a coragem de examinar-te com mais severidade, rememorando atitudes e palavras. Ao descobrires erros, apressa-te em os corrigir; busca aquele a quem magoaste e recompõe a situação.
Não persevere em erro, seja qual for a justificação.


Divaldo Franco
Joanna de Ângelis
Livro Vida Feliz

Conferência: Humanidade, Como evoluir?


Na sexta-feira, dia 26 de Novembro de 2010, pelas 21H00, vai decorrer uma conferência subordinada ao tema "Humanidade: Como evoluir?".

De acordo com os ensinamentos que Jesus de Nazaré veio trazer à Humanidade, a Doutrina Espírita orienta o Homem para uma conduta moral com bases no Amor, mostrando ser este o melhor caminho para a sua evolução.


O evento terá lugar na sede do Centro de Cultura Espírita, no Bairro das Morenas, em Caldas da Rainha, na Rua Francisco Ramos, nº 34, r/c.
Este centro tem página na Internet em www.ccespirita.org, e e-mail cce@caldasrainha.net
As entradas são livres e gratuitas.

Fonte: CCE

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Meditação beneficia saúde celular

Uma amiga enviou, por e-mail, a divulgação de um estudo, publicado na revista "Psychoneuroendocrinology", em 19/11/2010.

Numa altura em que absorvemos tudo quanto é problema, a nossa mente fica com a tendência ao stress e depressão.
A meditação, prática terapeutica, sem quaisquer vínculos religiosos, ou de qualquer outra natureza, afigura-se de principal importância, no reequilibrio psíquico do indivíduo.
Segue a conclusão do estudo.



Trata-se do primeiro estudo a associar o bem-estar à actividade da enzima, responsável pela saúde a longo prazo das células.

O efeito pode ser atribuído a mudanças psicológicas que melhoram a capacidade das pessoas em lidar com o stress e manter uma sensação de bem-estar. "Descobrimos que a meditação promove mudanças psicológicas positivas e que os praticantes com melhores resultados psicológicos tinham os maiores níveis de telomerase", disse Clifford Saron, investigador associado da Universidade da Califórnia.

Em comunicado enviado à imprensa, o investigador refere que "a meditação pode melhorar o bem-estar psicológico e, por sua vez, essas mudanças estão relacionadas à actividade da telomerase nas células do sistema imunitário, que tem potencial para promover a longevidade (das células)".

Vários estudos têm sugerido que a actividade da enzima telomerase pode estar associada ao stress psicológico e à saúde física. Os telómeros são sequências de ADN no final dos cromossomas, que tendem a ficar mais curtos quando a célula se divide. Quando os telómeros se reduzem a um comprimento crítico, a célula não consegue efectuar a divisão correctamente e eventualmente morre.

Para o estudo, os investigadores avaliaram 30 praticantes de meditação que praticavam em grupo duas horas por dia. Individualmente, também praticavam durante seis horas. Os dados destes voluntários forma comparados com os de outras 30 pessoas que não praticavam meditação.

Usando técnicas de modelagem estatística, os investigadores concluíram que a actividade da telomerase foi elevada nos praticantes de meditação devido aos efeitos benéficos da prática sobre a percepção e auto-controlo.

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

A melhor chave

Costumo receber, por e-mail, mensagens que são enviadas por um amigo. Estas mensagens são excertos de livros, de autoria espiritual. De uma grande profundidade, visam a nossa melhoria, incentivando-nos à renovação interior, tendo sempre, por base, a esperança.
Tomo a liberdade de ir colocando essas mensagens aqui no blogue, desde já agradecendo toda a amabilidade desse amigo.
Obrigado.



Efectivamente, muitos são os problemas que nos assediam a existência. Dificuldades que não se esperam, tribulações que nos espancam mentalmente de imprevisto, sofrimentos que se instalam connosco sem que lhes possamos calcular a duração, desajustes que valem por dolorosos constrangimentos.
Se aspiras obter solução adequada às provas que te firam, não te guies pela rota do desespero.
Tens contigo uma chave bendita, -A chave da humildade, cunhada no metal puro da paciência. Perante quaisquer tropeços da estrada, usa semelhante talento do espírito e alcançarás para logo a equação de harmonia e segurança a que pretendes chegar.
Nada perderás, deixando que fale alguém com mais autoridade do que aquela de que porventura disponhas; nunca te diminuirás por desistir de uma contenda desnecessária; em coisa alguma te prejudicarás abraçando o silêncio de conceitos deprimentes que te sejam desfechados; não sofrerás prejuízo em te calando nesta ou naquela questão que diga respeito exclusivamente às tuas conveniências e interesses pessoais; grandes lucros no campo íntimo te advirão da serenidade ou da complacência com que aceites desprestígios ou preterição; jamais te arrependerás de abençoar ao invés de reclamar, ainda mesmo em ocorrências que te amarguem as horas; e a simpatia vibrará sempre em teu favor, toda vez que cedas de ti mesmo, a benefício dos outros.
Efectuemos os investimentos valiosos de paz e felicidade, suscetíveis de serem capitalizados por nós, através de pequenos gestos de tolerância e bondade e o programa de trabalho a que a vida nos indique ganhará absoluta eficiência de execução.
Seja na vida particular ou portas dentro de casa, no grupo de serviço a que te vinculas ou na grande esfera social em que se te decorre a existência, sempre que te vejas à beira do ressentimento ou revide, rebeldia ou desânimo, nunca te entregues à irritação.
Tenta a humildade.



Livro: Mãos Unidas
Emmanuel & Francisco Cândido Xavier

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Aparência


A vida do homem é como o Sol das regiões polares durante o estio. Desce devagar, baixa, vai enfraquecendo, parece desaparecer um instante por baixo do horizonte. É o fim, na aparência; mas, logo depois, torna a elevar-se, para novamente descrever a sua órbita imensa no céu.

Léon Denis
livro O Problema do Ser, do Destino e da Dor

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Enquanto é tempo

Não temas os teus acusadores, quando estiverem mentindo contra ti, através de calúnias, desejem arrastar-te para as lutas inglórias.
Quando sejas acusado e o facto seja verdadeiro, agradece a Deus a oportunidade de repará-lo em tempo, reabilitando-te para o teu próprio bem-estar.
É sempre melhor recuperar-se do erro enquanto se está com a sua vítima ao alcance.
Toda dívida que se adia, fica majorada com a carga dos juros, portanto, mais penosa para ser resgatada.

Joanna de Ângelis
Divaldo Frando
Livro Vida Feliz

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

The Kelly Family



Esta música enche-me a alma........

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Segue tranquilo

Nunca retribuas maldade com vingança ou desforço.
O homem mau encontra-se doente e ainda não sabe.
Dá-lhe o remédio que minorará o seu aturdimento, não usando para com ele dos recursos infelizes de que ele se utiliza para contigo.
Se alguém te ofende, o problema é dele.
Quando és tu quem ofende, a questão muda de configuração e o problema passa a ser teu.
O ofensor é sempre o mais infeliz.
Conscientiza-te disso e segue tranquilo.

Joanna de Ângelis/Divaldo Franco
livro Vida Feliz

O Consolador prometido - conferência


Na sexta-feira, dia 12 de Novembro de 2010, pelas 21H00, vai decorrer uma conferência subordinada ao tema ESPIRITISMO: O CONSOLADOR PROMETIDO.
A Doutrina Espírita explicando a causa das aflições, explicando o porquê da vida, das causas das suas dissemelhanças, esclarece e consola, vindo de encontro ao que Jesus prometera aos seus discípulos.

O evento terá lugar na sede do Centro de Cultura Espírita, no Bairro das Morenas, em Caldas da Rainha, na Rua Francisco Ramos, nº 34, r/c.
Este centro tem página na Internet em www.ccespirita.org, e e-mail cce@caldasrainha.net
As entradas são livres e gratuitas.

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Serenidade

Diante de todo o obstáculo, devemos manter a serenidade. Esta é uma conquista do Espírito, fonte de um conjunto de decisões, acções que, em dado momento, nos permite a ela aceder, enfrentando toda a situação com total entrega, com a harmonia que se impõe.

Tempo de colher

Toda semente pede tempo para germinar.

Assim também acontece nos domínios da alma.

Nunca devemos desistir de semear o bem, porque os resultados não se façam imediatos aos nossos olhos.

Saibamos esperar com paciência.

No momento justo, as sementes que houvermos lançado no solo dos corações haverão de produzir frutos sazonados.

Semeemos compreensão e alegria, paz e coragem, perdão e amor...

É da Lei que cada semente produza segundo a sua própria espécie.

Mais cedo ou mais tarde, a vida restituir-nos-á, centuplicadamente, o que houvermos ofertado.

Prossigamos no trabalho pela felicidade daqueles que mais amamos, aceitando-os como são, na certeza de que eles saberão entender e corresponder aos nossos zelos e atitudes, no tempo justo.


Emmanuel e Irmão José
Francisco Cândido Xavier e Carlos A. Bacelli
do livro Crer e Agir

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Porque sofremos?


Na próxima sexta-feira, dia 5 de Novembro, no Centro de Cultura Espírita, em Caldas da Rainha, vai realizar-se uma conferência espírita com o tema "Porque sofremos?".

Numa altura em que as mentes andam povoadas de pensamentos pessimistas, o homem sente-se perdido, sem esperança, não compreendendo as Leis Divinas onde está mergulhado. A Doutrina Espírita traz grande auxílio nesse campo, na medida em que nos traça determinados padrões de vida que nos auxiliam a compreender melhor o que se passa à nossa volta.

Este Centro tem página em www.ccespirita.org.